Vista Da Cidade


Reencontros e despedidas

Tenho tanto para falar...

No domingo, depois que terminei de postar, fui até a Rua Florida (que não é nada florida, é horrorosa) encontrar meus amigos!!! O Jorge, amigão de Vancouver, também passou por lá e, discreto que é, fez a maior festa quando nos viu! A rua inteira olhou.

Pegamos um metrô até Palermo e a Larissa nos guiou para uma região imensamente gostosa, cheia de restaurantes com mesas na calçada. Foi muito agradável! Conversamos bastante, rimos igual criança e voltamos, de taxi, pois o metrô no domingo pára às 21h. Alguém sabia disso? Nem eu.

Ontem foi o dia que separei para fazer compras. Queria conhecer os famosos outlets que não conheci da última vez que estive em Buenos (quase escrevi Vancouver).

Peguei a linha B do metrô, parei em Malabia e andei alguns poucos quarteirões para chegar até lá. Eu não sou muito fã de marcas nojentinhas como Lacoste, Dior, Puma ble ble ble. Acho que tudo é produzido pelas mesmas criancinhas chinesas que fazem as marcas mais baratas encontradas em qualquer esquina. Falo isso, embora, a Dior, por motivos óbvios, me inspire certa familiaridade.

E falo sem muito conhecimento de causa, porque nunca comprei. Ontem é que entrei em todas as lojas. TODAS! Fucei até. Realmente, não achei nada muito tcham não, e o que mais me impressionou era a falta de ar condicionado das lojas. O calor estava realmente, no limite do suportável. Tinha momentos que eu sentia que não conseguia puxar o ar para dentro dos meus pulmões. Era desesperador. Tanto que na loja das Brooksfield eu tive um colapso. Minha vista embassou. Comecei a tremer. Precisei sentar e respirar muito fundo. 10 minutos depois, achando que já estava boa, fui procurar um lugar para comprar água. Andei uns dios quarteirões e comecei a sentir aquilo de novo. E muuuuito calor. Achei um café e caí sobre a mesa dele. Interessante que eu devia estar nitidamente passando mal e ninguém se ofereceu para me ajudar. Que bonito, hein?!

Apenas alguns minutos depois é que veio uma garçonete velhinha me atender e perguntou em que poderia me ajudar. Eu pedi uma água e ela olhou pra mim com cara de dó e disse "Ustedes vai a desmanchar" (traduzido para meu portunhol). Nunca suei tanto na vida. Não estou brincando. O verão portenho é o mais forte que já enfrentei. Fiquei com muuuuita saudade de Vancouver!

Depois de lanchar lá naquele doce lugar (que esqueci o nome, mas fica na esquina da Juan alguma coisa com outra rua... ahaha), a senhora se despediu de mim com um abraço, me deu um chocolate e me desejou melhoras. Peguei o metrô e fui pra faculdade de Medicina procurar o livro da minha mãe. Sem sucesso. O lugar que eu esperava encontrá-lo estava fechado. Voltei pela sombra... e, uma vez dentro do hotel, não saí mais. Primeiro que a Livia sumiu ontem. Segundo que não estava muito bem ainda. Terceiro que esse centro de Buenos é meio perigosinho... Pedi comida aqui. E vi um especial de Seinfeld.

Hoje acordei cedo, peguei meu café! Arrumei minhas coisas e fui encontrar a Aline, a Drica e a Fê que chegaram de viagem. Elas estão num hostel aqui perto e chegamos juntas lá na porta! Foi ótimo! Que saudade delas!!!

Almoçamos num lugar chamado City Corner que eu não recomendo muito... O garçom meio grosseirão (o atendimento de BsAs precisa melhorar) e não tem troco.

De lá, demos uma volta pela Farmacity, passamos no banco e voltamos. A Aline veio pro hotel comigo pra usar o netbook. Agora a gente está aqui vendo os vídeos dela na câmera e daqui a pouco vamos pra Puerto Madero (mania do povo que chega em Buenos Aires, né).

Hoje é meu último dia aqui, porque amanhã o vôo sai de manhã.

Foi uma ótima e revigorante viagem. Mesmo com os mal pedaços que passei. Pensei muito. Reencontrei muita gente legal e conheci também outras!

Pra variar, vou morrer de saudade!

 



por Didi às 19h38



Dias 25 e 26 por acá

Depois da monotonia que foi ontem, o dia 26 chegou para agitar! Hoje fomos na feirinha de San Telmo, que gostei bastante. Almoçamos por lá, num restaurante cubículo, porém com ótima carne (não anotei o nome). Visitamos uma loja encantadora chamada Lago (San Telmo também), conhecemos uma série de argentinos mais idosos ao pedir informação sobre ônibus. A senhora me perguntou se era italiana, o senhor falou que eu deveria ser alemã por soy "toda blanca" (que ousadia falar assim!). Falamos que éramos todos brasileños, hermanos... E eles começaram a falar que amam o Lula. 

Os argentinos são muito passionais com governantes. Eu achava que era só com a deles e com o falecido esposo dela, mas estou vendo que o nosso também. Não tenho nada contra gostar de governantes, mas, sei lá, chega a ser meio vicioso isso aqui.

Enquanto esperávamos o ônibus, vi um desenho na parede de um porquinho escrito "NO ME COMAS!". Achei lindo, queria tirar foto, mas o ônibus chegou e a gente teve que catar moedas para pagá-lo. Só se paga ônibus com moedas aqui. E as moedas acabam sendo raridade. Hoje comprei uma lembrancinha e o moço fez ficar mais barato só para não me dar o troco em moedas.

Fomos para Caminito que é bonitinho, musical, fofo, mas passa rápido. Ficamos meia hora e voltamos para tomar um sorvete pelo centro, que hoje já voltou a ficar movimentadinho!

Agora estou aprontando para encontrar os amigos daqui a pouco para comermos pizza. Buenos vai me dar uns quilos a mais assim...



por Didi às 20h57



Contando os dias

Pois bem! Na quinta eu saí para a região da faculdade de Medicina, para procurar um livro encomendado. Não achei. Tive um evento com meu olho, que anunciou uma superalergia ao filtro solar que nunca deveria ter sido passado nas pálpebras (culpa do dermatologista terrorista). A moça da farmácia me salvou com seu melhor medicamento: água.

Mais tarde nadei no spa do hotel.  Ai, tão gostoso... Achei que eram 15 pesos para usar à vontade. Não. Era por vez. Mas aproveitei bem, até academia fiz. Após, mais um banho (como é quente esta cidade) e fui encontrar os tios no hotel. Andamos bem! Vimos a casa Rosada e fomos pra Puerto Madero. De tanto escolher, acabamos caindo no Fridays, o que não foi uma escolha tão ruim, mas a comida demora. Como era aniversário da Tia Quel no dia seguinte, conseguimos um bolo de regalito. Ela empolgou tanto que deixou o bolo cair. Sem problemas, catamos o bolo e comemos assim mesmo! Aham! No fim das contas, não me deixaram pagar a conta.

Ontem encontrei minha hermana querida: little Livia! Ela mora num hostel no lugar mais feio de Buenos Aires: a rua Florida. Não sou muito fã desses pontos turísticos não, mas ela está amando.

Andamos pela rua e por uma praça. Tomamos um café. Tiramos fotos, tentamos colocar o papo em dia, mas era muita coisa!

De lá fui pra Belgrano sozinha, para matar a saudade de 2008, quando estive aqui na casa da Silvinha, que era lá. Fiquei um tempo na Farmacity, andei pelas ruas. Amo essa região!

Voltei para aprontar pro jantar no hostel da Livia. Fui apresentada pras amigas dela que são ótimas! A Camilinha parece uma princesa, a Henna me lembrou a Kimmie Meissner, a Larissa é publicitária e já estudou Direito. Tinha mais gente, mas não decorei os nomes. Todo mundo era ótimo.

O jantar estava muito farto e delicioso. Larissa cozinha bem. Eu lavei as alfaces. Exatas 3 folhas! Brindamos à amizade. Foi uma cena legal.

De lá, às três da manhã, fomos para uma festa numa tal de Privilege. Saímos num escolar para ir pra festa... Se tiver a oportunidade, nunca ponha o pé nesse lugar. A música é eletrônica e chata (não consigo entender quem gosta). O banheiro é nojento e sem papel. Quando achamos papel no outro banheiro, a faxineira nos cobrou por ele. Eu não ia pagar, mas a Livia sacou uma nota de 2 pesos e deu. Que raiva!!!

A melhor coisa que fizemos foi inventar nossa própria coreografia nada a ver e colocar letras naquele som sem NENHUMA graça. Entramos numa área VIP que era ridícula, nem ar condicionado tinha (e aqui está uns 40 graus) e o único diferencial era ser mais alta que a pista. O povo brigava pra conseguir entrar e a gente saiu na primeira oportunidade. Fomos pra varandinha lá fora, ver o sol nascer. Teria sido mais bonito se a "música" não estivesse atrapalhando. Mas o nascer do sol é sempre bom. Fez bem!

Foi uma noite feliz!



por Didi às 16h55



Fotos de um dia delicioso!

Do meu superbrunch até o aniversário da titia no Fridays de Puerto Madero

 



por Didi às 14h12



Tripulação, preparar para a decolagem!

Diz se você não adora ouvir essa frase que dá título ao texto?! Acho que este comando tem um poder rejuvenescedor sobre mim. Recomendo!

Hoje acordei em Belo Horizonte. Estava um dia lindo e pulei da cama cedo para os últimos preparativos da viagem. Porém, ontem e hoje foram dias tão legais em Beagá, que deu um pouco de remorso de sair. Acontece...

Ainda hoje deu tempo de passar no hospital e visitar a nossa professora que se acidentou no início do mês. Rafa escolheu uns presentes muito lindos! E só não foi mais legal porque ele quase desmaiou enquanto a professora relatava em detalhes o acidente. Saí impressionada com o poder de recuperação dela e, mais ainda, com o poder de adaptação dela a imprevistos desta magnitude. Ela não é mestre só em Direito não, viu?!

Então peguei o ônibus do conexão, fui pro Aeroporto, fiz o check-in que não teve nenhuma novidade. A coisa agora é colocar a pasta de dente o batom num plástico separado. Só.

Aí fui almoçar no Spoleto do aeroporto e conheci a Natalice. Uma negra toda elegante (eu acho que os negros, quando resolvem ser elegantes, superam qualquer loirinho) que trabalha com moda e ia viajar pra Milão. Ela era veterinária, mas casou com um italiano quando foi estudar por lá e acabou se apaixonando pelo mercado da moda, embora seja "de gente muito difícil", nas suas palavras. Dividimos a mesma mesa de almoço, já que estava tudo lotado. Na hora do embarque, achamos que iríamos nos encontrar na sala, mesmo entrando por portões diferentes. Não aconteceu, o meu portão já era o internacional e tinha um bloqueio. Espero que ela tenha feito boa viagem!

Descobri que a polícia federal não faz mais o serviço de declaração dos bens (netbook, câmeras etc). Agora é melhor você levar o seu com cara de usado, ou então juntar todos os recibos na bolsa! Porque eles me contaram que, se implicarem com o seu produto, eles podem reter até que você prove que já era seu.

Quando o avião de BH chegou a São Paulo, a aeromoça anunciou que quem iria para Buenos Aires deveria continuar sentado lá (no avião). Eu estranhei, mas fiquei. E procurei o comissário para esclarecer. Ele disse que era isso mesmo, mas quando eu comparei os números dos vôos, vimos que não, que era um engano. Que no meu caso, teria que descer e embarcar em outro. Aí desci longe de todo mundo e fiquei tentando achar meu próprio caminho. O aeroporto de Guarulhos é gigante... e meio deserto nessa parte. Dá um pouco de aflição e eu já tinha certeza que estava perdida quando encontrei a saída.

Desembarquei e embarquei de novo. Passei no outro free shop (além do de BH que já tinha visto). Testei tantos perfumes que me deu dor de cabeça. Descobri que sou muito sensível a perfumes caros. Por isso só uso os baratinhos de bebê! E alguns outros poucos em ocasiões especiais.

O avião atrasou meia hora para pousar. Mas o que atrasou mesmo foi que alguns passageiros simplesmente não embarcaram, mas a bagagem deles estava no avião... Que mistério! Esperamos quase uma hora para ver se eles apareciam.

A danadinha da moça do check-in me colocou sentada no meio de dois homens, já que eu não consegui marcar os acentos pela internet e esqueci de comentar isso com ela. Aí, dei uma olhada no avião e mudei de lugar para um, mais atrás, que tinha só um cara na janela. Eu ficaria no corredor com uma cadeira de folga para esticar os braços, respirar etc.

Estava lá toda feliz, quando chegou o passageiro daquela bendita cadeira. Ou seja, estava condenada a viajar entre dois homens. Não fiz muita amizade dessa vez. Os dois eram estrangeiros, o do lado esquerdo estava entretido no livro dele e só parou para rir quando o comandante falou com uma alegre demais. O senhor do lado direito (que chegou atrasado) queria conversar muito. Mas tanto que eu até cortei. Depois fiquei com dó e fiz comentários do tipo "que linda a vista", "boa viagem", ele ficou com a impressão que eu era simpática, mas que não sabia falar espanhol. Ou seja, a impressão certa!

Chegando no Aeroporto Aeroparque, peguei um táxi oficial (me certifiquei com o guardinha). Deu 50 pesos até o hotel. O taxista falava muito rápido, eu não entendia nada e ele não teve muita paciência de explicar também não. Ah, nem eu.

Aqui no hotel estava tudo certinho, mas te conto que as fotos do site enganam bastante, viu?! Achei que era bem mais chiquinho... na verdade, eles usam a colcha mais feia que já vi na vida, e o quarto é bem pequenininho. Mas tem uma tv de plasma, internet e quatro travesseiros. Acho que sobrevivo!

Infelizmente, a piscina não funciona até mais de 9 da noite... isso me deu raiva. Mas vou experimentá-la tão logo possível.

Agora estou assistindo a única coisa não depressiva que tem na tv: Simpsons. Muito engraçado em espanhol... Homer chama Homero!

Aqui em baixo tem um café e acho que vou lá ver se descolo um lanchinho, já que o lanche do avião era mínimo e o que comi em Guarulhos foi uma única baguete de R$17,70 que me deixou tão chocada com o valor que perdi o paladar.

Ah! Acabei de fazer matrícula da faculdade pela internet. Ano que vem serão nueve matérias! As nove últimas de Direito. Estou emocionada!



por Didi às 02h05



Hoje vou assim

 

Se a greve deixar, eu chego lá!

;-)



por Didi às 01h13



Próximas aventuras em Buenos Aires

Acabo de arrumar as malas. Rumo à capital Argentina na quarta-feira. Se a "greve aérea" ajudar, reencontrarei amigos, farei novos e pretendo tirar muitas fotos!

Aguarde... as novidades devem aparecer por aqui, enquanto meu login funcionar!



por Didi às 00h45


 

De Belo Horizonte, Minas.

vistadacidade@yahoo.com.br


::Escrevi::
01/12/2010 a 31/12/2010
01/02/2010 a 28/02/2010
01/11/2009 a 30/11/2009
01/08/2009 a 31/08/2009
01/07/2009 a 31/07/2009
01/05/2009 a 31/05/2009
01/04/2009 a 30/04/2009
01/03/2009 a 31/03/2009
01/02/2009 a 28/02/2009
01/01/2009 a 31/01/2009
01/12/2008 a 31/12/2008
01/11/2008 a 30/11/2008
01/08/2008 a 31/08/2008
01/07/2008 a 31/07/2008
01/06/2008 a 30/06/2008
01/05/2008 a 31/05/2008
01/04/2008 a 30/04/2008
01/03/2008 a 31/03/2008
01/02/2008 a 29/02/2008
01/01/2008 a 31/01/2008
01/12/2007 a 31/12/2007
01/11/2007 a 30/11/2007
01/10/2007 a 31/10/2007
01/09/2007 a 30/09/2007
01/08/2007 a 31/08/2007
01/07/2007 a 31/07/2007
01/06/2007 a 30/06/2007
01/05/2007 a 31/05/2007
01/04/2007 a 30/04/2007
01/03/2007 a 31/03/2007
01/02/2007 a 28/02/2007
01/01/2007 a 31/01/2007
01/12/2006 a 31/12/2006
01/11/2006 a 30/11/2006
01/10/2006 a 31/10/2006
01/09/2006 a 30/09/2006
01/08/2006 a 31/08/2006
01/07/2006 a 31/07/2006
01/06/2006 a 30/06/2006
01/05/2006 a 31/05/2006
01/04/2006 a 30/04/2006
01/03/2006 a 31/03/2006
01/02/2006 a 28/02/2006
01/01/2006 a 31/01/2006
01/12/2005 a 31/12/2005
01/11/2005 a 30/11/2005
01/10/2005 a 31/10/2005
01/09/2005 a 30/09/2005
01/08/2005 a 31/08/2005
01/07/2005 a 31/07/2005
01/06/2005 a 30/06/2005
01/05/2005 a 31/05/2005
01/04/2005 a 30/04/2005
01/03/2005 a 31/03/2005
01/02/2005 a 28/02/2005
01/01/2005 a 31/01/2005
01/12/2004 a 31/12/2004
01/11/2004 a 30/11/2004
01/10/2004 a 31/10/2004
01/09/2004 a 30/09/2004
01/08/2004 a 31/08/2004
01/07/2004 a 31/07/2004
01/06/2004 a 30/06/2004
01/05/2004 a 31/05/2004




::Pro Mundo::
 Consciência
 Ilha Quadrada
 Conversa de Boteco
 Blog do Luli
 Liliane Prata
 Balões Vermelhos
 Blog e Meio
 Dormi de Rímel
 Escapulida
 Blog do Rodrigo
 Kenjiria
 Miguel Arcanjo
 Menina Da Lua
 Missiva
 Diário da Val
 Grande Abóbora
 220 Volts
 Terças e Sextas
 Life Is a Long Song
 Diário da Cosette
 Eu Amo BH!
 Luiza Voll
 Mundo Lucão
 Coisas de E-mail
 Conotações Fotográficas
 Coisas Dessa Cabeça
 Favoritos da Luiza
 Olhos Monteiros
 O namoro da Barbara
 Bruno Motta
 Loucuras de Gih Gray
 Saber é bom demais
 Direito é legal


::Gente de Longe::
Garotas Que Dizem Ni
Embaixatriz do Brasil
Velha Jovenzinha
Instante Anterior
Homem Chavão
Blog do Bi
Caixa de Alumínio
Blog da Patthy
Aqui em D.C.
Suzy Bee
Imprensa Marrom
Blog TBoca
Peru Posible
Peru Posible 2
Trovas & Trombos
Conversa de Amigos
Tudo Palhaço
Blowg Marina
Des Amis
Pensar Inagaki
Hazey Jane
Depois dos 20
Quando Isso Virar Um Blog
Pinupsis
Seres Humanos