Vista Da Cidade


Por Sampa

Pessoa de BH e em BH (ao celular): Di, o que você vai fazer daqui a pouco?

Eu: Olha, estou na Avenida Paulista.

Pessoa de BH (um pouco distraída): Ah, tá. Onde fica?

Eu: Em São Paulo.

Pessoa de BH (um pouco decepcionada): Ah, então deixa.

 

 

Eu: Eu não tenho sotaque nenhum, sabia?!

Pessoa do Rio em SP: Ah, mas você tem sotaque mineiro demais sim!

Eu (conclusiva!): E você está me parecendo com sotaque paulista!

 

 

Vô: Você viajou para São Paulo?

Eu: Viajei!

Vô: E foi naquela loja que toda hora eles prendem a dona?

Eu: Nem cheguei perto, vô. Mas fui num monte de padarias!

 

Sampa é também uma cidade maravilhosa. Como não gostar?! É mesmo o avesso do avesso do avesso do avesso.  

 

 

Especiais agradecimentos à Lili e à Fundação de lá!



por Didi às 22h42



Para o resto da minha vida

Harry e Sally entrou para a lista mais ou menos curta dos meus filmes prediletos! Desta lista fazem parte “Procurando Nemo”, “Amelie Poulain”, “Quase Famosos”, “Tomates Verdes Fritos”, “Antes do Amanhecer”, talvez “O Código Da Vinci” e, por uma questão de infância, “A Noviça Rebelde”.

Também tenho uma lista dos filmes que dou quatro estrelas, são meus semi-prediletos: “Os Incríveis”, “Rain Man”, “E o Vento Levou”, “Lado a Lado”, “Sem notícias de Deus”, “O Óleo de Lorenzo”, “Adeus, Lenin”, “Nunca te Vi, Sempre te Amei”, “No Amor e na Guerra”, “O 8º Dia”, “Toy Story 1 e 2”, “Curtindo a Vida Adoidado”, “Peixe Grande”, “A Incrível Mulher Que Encolheu”, "Billy Elliot", “Tempero do Amor” (um com a Doris Day),“Forest Gump”, “Cinderela em Paris”, “De Volta para o Futuro”, “O Homem de Família”, “Adoráveis Mulheres”, “Amadeus”, “Erin Brockovich”, “O Garoto”, “O Feitiço de Áquila”, “O Resgate de Jéssica”, "Corra, Lola, Corra",“Patch Adams”, “Dois filhos de Francisco”, “Maverick”,“Antes da Meia Noite”, “Top Gun”,“O Informante”, “Frida”, “Indiana Jones”, “A Hora do Hush”, “O Cálice Sagrado” (Monty Python), “Enquanto Você Dormia”, “O Nome da Rosa” e "Super-homem"! São os que consigo me lembrar bem, aleatoriamente e com gosto. Recomendo!

Também tenho uma pequena seleção de cenas: As danças de Perfume de Mulher, True Lies, Moulin Rouge e Missão Impossível 2; os beijos de Cinema Paradiso e A Praia (além dos outros romances que já estão entre os semi-prediletos); os olhares de Em Algum Lugar do Passado e Romeu e Julieta (cena do aquário), as dramatizações ao descobrir algo terrível em Coração Valente, Ghost e Jerry Maguire (neste também conta a melhor resposta para desculpas!), todas as saídas espetaculosas de 007, Esqueceram de Mim, Independency Day e aqueles filmes do Schuazerweeeewwwnegeuggger! E, por fim, as cenas mais lindas e legais de crianças em A Cura, Benge, Corcel Negro, Meu Primeiro Amor e ainda faltam umas tantas lembranças de sessão da tarde que não guardei o título. Mas é basicamente isso.

"When you realize you want to spend the rest of your life with somebody, you want the rest of your life to start as soon as possible."



por Didi às 22h51



Na data de hoje se comemora o aniversário de um ruivo muito querido: meu primo Guilherme. Ele atingiu os 11 anos e tudo indica que será um adolescente maravilhoso (como meus alunos!). Meio de surpresa, soube que haveria um lanchinho na casa dele para a gente dar um abraço de verdade.

Fomos recepcionados na entrada do prédio pelo próprio, o que já encantou só com esse ato. Como é fácil, nessa idade, encantar os outros.... Admiro!

Na casa do Gui, ele e a irmã costumam enfeitar as portas com várias cartinhas para a mãe quando chegam antes da hora. E ela, a mãe, também criativa, fabrica uma resposta cheia de corações e carinhas felizes! Gostei das idéias. Lindo de encher os olhos.

Cantamos o “parabéns”, abolimos o “com quem será” (porque a gente nunca acerta mesmo) e tivemos que fazer a produção toda de novo ao descobrir que a máquina não tinha registrado nenhuma foto. Sem problemas.

Gosto dessa gente. De todos os milhões de primos: Lô, Lá, Digo, Clá, Dé, Gabi, Rique, Bela, Celo, Mô, Vi, Gui, Teté, Déb, Ju e Mari. O único problema é me chamarem de "tia". Não que eu não queira ser um dia!

 

Gui! Feliz aniversário. Acho que você tem um caminho legal pela frente. São os votos da priminha aqui!



por Didi às 22h54



Eu [coraçãozinho] meus alunos.

por Didi às 21h30



Imagens de Rosa

Meu amigo, ex-colega de faculdade, publicitário e fotógrafo, Lucas Viggiani, convida todo mundo para a exposição de fotografias que homenageia O Grande Sertão: Veredas de Guimarães Rosa na Biblioteca Pública daqui de BH. Ele participa com três fotografias ao lado de outros colegas fotógrafos. A exposição começa amanhã de 8h às 20h. Rua da Bahia 1889. Entrada franca.

(A imagem acima é do Sr. Viggiani e se chama "Mar Que Te Cobre", não pertence à recente exposição, mas é das minhas favoritas!)



por Didi às 22h47



Decisão

Ela, toda magra, inteligente, bonita, musicista, interessante... Ela entrou no ônibus em pleno sábado depois de sair do trabalho. Aquele trabalho dela que vale pra feriado, feriado prolongado, sábados (como ia dizendo) e dias que ela tá com dor de cabeça. Enfim, como sempre, a cabeça pensava em dores suprafísicas. Foi quando ela leu:"Hoje tomei uma decisão: Vou ser feliz assim mesmo". Leu. Parou. Pensou. Levantou a sobrancelha e disse "é!". No ônibus, o que ela precisava. Valeu a pena trabalhar sábado. Daí pra frente, convencida, mandou a frase pras amigas. Ela, toda magra, inteligente, bonita, musicista, interessante e agora, feliz. Muito próxima da perfeição dos mortais. A gente tem que ser feliz assim mesmo. Assim mes-mo. Que os alheios só aumentem nossa felicidade. Obrigada, amiga!

Se tiver comentários, favor enviá-los para vistadacidade@yahoo.com.br



por Didi às 23h07



Torcendo pelo Brasil

Este é um ano em que a gente brasileira tem que mostrar o que tem no peito por sua pátria. Vestir verde-amarelo por dentro e por fora.

Minha terra tem palmeiras, tem mangueiras e coqueiros. Da bela onça do pantanal à simpática e extinta ararinha azul. Nossos bosques têm mais vida. Nossa vida, em teu seio, mais amores. Um berço esplêndido para não deitar eternamente. Deixemos a malandragem para o samba e cantemos a vitória pro Brasil. Um ano de decisão. Na alegria e na tristeza, terra adorada. Não temais ímpias falanges, que apresentam face hostil. Vossos peitos, vossos braços, são muralhas do Brasil.

Agora começa a luta pelo trono. Hora de torcer, chorar, lutar e abraçar a bandeira. Somos brasileiros, irmãos de luta, filhos deste solo. Somos o povo heróico, brado, retumbante.

Recebe o afeto que se encerra, ó pátria amada. Não falo de copa do mundo, ainda que seja festa, ainda que alucinógeno. Falo de um ano de eleições. Falo da democracia e do verdadeiro patriotismo. É quando a voz da nação deve ser a mais imponente. Que o penhor dessa igualdade conseguiremos conquistar com braço forte. Salve lindo pendão da esperança! Salve símbolo augusto da paz! Salve esta torcida do Brasil. Verás que um filho teu não foge à luta. Que seu trono tenha o mais nobre destino. Terra adorada. Que seu senhor tenha mais bravura que os escolhidos até agora. Entre outras mil, és tu, Brasil. Ó, pátria amada. E a gente não desiste nunca, mãe gentil. Pátria amada, Brasil!

 

imagem copiada desse blog 



por Didi às 12h27



Sessão: Coisas Boas 2 (prepare-se, este será comprido)

Há uns 3 ou 4 anos tive uma matéria na faculdade de Publicidade (hoje faço Direito e, contrariando todas as previsões, estou gostando e, pasme, tirando boas notas!). A matéria da Publicidade era sobre pesquisa. Pesquisa de campo, questionários, gráficos, grupos, estatísticas. Parecia mais coisa que meu pai estuda, que eu. Mas era interessante.

Tínhamos um trabalho para fazer sobre uma loja de decoração. Cada integrante do grupo teria que ligar para umas 30 ou 40 pessoas (ex-clientes da loja) e fazer as perguntas do questionário.

Se não me engano, era uma noite de quarta-feira e eu ainda tinha não-sei-quantas pessoas para ligar, pois na época, eu já fazia estágio na TV da faculdade de tarde e não podia usar o telefone de lá para um trabalho tão longo. Então comecei a ligar. Algumas pessoas respondiam, outras não tinham tempo, outras não tinham lembrança e outras não tinham educação mesmo. Mas o cliente tem sempre razão. Isso é lei.

Então caí no seguinte telefonema:

- Alô, Sra. X, estou ligando em nome da loja Y, aqui consta que a senhora é cliente desta loja...

- Ah, sim, já comprei muito lá.

- Gostaria de saber se a senhora pode responder umas perguntas sobre a loja. A senhora pretende adquirir mais produtos para a decoração da sua casa nos próximos dias?

- Ah, não, moça, meu marido faleceu há 3 meses, tudo aqui me lembra ele... Não penso em comprar nada diferente, não.

 

Já ia marcar negativo para todas as outras perguntas do questionário quando a senhora disse que o marido era a única pessoa de sua vida. Que não puderam ter filhos. Apenas tinham uma sobrinha, que morava em Brasília e que ela, provavelmente, se mudaria para lá para não ficar tão sozinha. Foi comovente. Ela queria conversar e eu ainda tinha muita gente para ligar, mas não agüentei interromper. Ela falava dele com tanta saudade, tanto carinho... Quis conhecê-lo. Dizia que eles sempre estiveram juntos nos momentos mais difíceis. Nessa hora, desisti de continuar o trabalho naquela noite e me dispus a conversar. Falei que devia ser bom recordá-lo, que era uma forma de mantê-lo eterno. Ela soluçava. Durante quarenta minutos ouvi os relatos mais doces. Porém, eu era só um ouvido e não podia fazer tanto por aquela viúva tão saudosa e tristinha.

No dia seguinte, meu estágio terminou mais cedo. Comprei flores e comprei um livro de Logosofia que gosto e acho otimista. Fiz uma dedicatória que aprendi com o livro: “Não cedas nunca à dor e à tristeza o lugar que ocupa a alegria".

Tinha comigo o endereço da senhora, estava junto do mailing que a loja passou. Fui até a casa dela. Bati. Apareceu uma senhora bem baixinha, um pouco desconfiada, de cabecinha branca e vestidinho.

“Senhora X,  estes presentes foram enviados em nome da Diorela da pesquisa da Loja Y”.

Ela pegou as flores e o livro. Não sei bem se acreditou no meu disfarce de entregadora de flores, que era para não constrangê-la. Olhou nos olhos e agradeceu sorrindo. Saí enquanto ela ainda olhava. E me senti muito feliz!

Depois consegui terminar o trabalho e, por ter relatado a história para alguns colegas, eles me fizeram contá-la no dia da apresentação final do trabalho. O professor gostou! Queria poder fazer sempre isso. Viver de surpresas boas, como a Amelie (protagonista do meu filme preferido)!

Um semana depois, liguei para aquela senhora. Ninguém atendeu. Liguei por vários dias. Fiquei na dúvida. Não sei se ela foi para Brasília. Ou se reencontrou seu amado.



por Didi às 22h57


 

De Belo Horizonte, Minas.

vistadacidade@yahoo.com.br


::Escrevi::
01/12/2010 a 31/12/2010
01/02/2010 a 28/02/2010
01/11/2009 a 30/11/2009
01/08/2009 a 31/08/2009
01/07/2009 a 31/07/2009
01/05/2009 a 31/05/2009
01/04/2009 a 30/04/2009
01/03/2009 a 31/03/2009
01/02/2009 a 28/02/2009
01/01/2009 a 31/01/2009
01/12/2008 a 31/12/2008
01/11/2008 a 30/11/2008
01/08/2008 a 31/08/2008
01/07/2008 a 31/07/2008
01/06/2008 a 30/06/2008
01/05/2008 a 31/05/2008
01/04/2008 a 30/04/2008
01/03/2008 a 31/03/2008
01/02/2008 a 29/02/2008
01/01/2008 a 31/01/2008
01/12/2007 a 31/12/2007
01/11/2007 a 30/11/2007
01/10/2007 a 31/10/2007
01/09/2007 a 30/09/2007
01/08/2007 a 31/08/2007
01/07/2007 a 31/07/2007
01/06/2007 a 30/06/2007
01/05/2007 a 31/05/2007
01/04/2007 a 30/04/2007
01/03/2007 a 31/03/2007
01/02/2007 a 28/02/2007
01/01/2007 a 31/01/2007
01/12/2006 a 31/12/2006
01/11/2006 a 30/11/2006
01/10/2006 a 31/10/2006
01/09/2006 a 30/09/2006
01/08/2006 a 31/08/2006
01/07/2006 a 31/07/2006
01/06/2006 a 30/06/2006
01/05/2006 a 31/05/2006
01/04/2006 a 30/04/2006
01/03/2006 a 31/03/2006
01/02/2006 a 28/02/2006
01/01/2006 a 31/01/2006
01/12/2005 a 31/12/2005
01/11/2005 a 30/11/2005
01/10/2005 a 31/10/2005
01/09/2005 a 30/09/2005
01/08/2005 a 31/08/2005
01/07/2005 a 31/07/2005
01/06/2005 a 30/06/2005
01/05/2005 a 31/05/2005
01/04/2005 a 30/04/2005
01/03/2005 a 31/03/2005
01/02/2005 a 28/02/2005
01/01/2005 a 31/01/2005
01/12/2004 a 31/12/2004
01/11/2004 a 30/11/2004
01/10/2004 a 31/10/2004
01/09/2004 a 30/09/2004
01/08/2004 a 31/08/2004
01/07/2004 a 31/07/2004
01/06/2004 a 30/06/2004
01/05/2004 a 31/05/2004




::Pro Mundo::
 Consciência
 Ilha Quadrada
 Conversa de Boteco
 Blog do Luli
 Liliane Prata
 Balões Vermelhos
 Blog e Meio
 Dormi de Rímel
 Escapulida
 Blog do Rodrigo
 Kenjiria
 Miguel Arcanjo
 Menina Da Lua
 Missiva
 Diário da Val
 Grande Abóbora
 220 Volts
 Terças e Sextas
 Life Is a Long Song
 Diário da Cosette
 Eu Amo BH!
 Luiza Voll
 Mundo Lucão
 Coisas de E-mail
 Conotações Fotográficas
 Coisas Dessa Cabeça
 Favoritos da Luiza
 Olhos Monteiros
 O namoro da Barbara
 Bruno Motta
 Loucuras de Gih Gray
 Saber é bom demais
 Direito é legal


::Gente de Longe::
Garotas Que Dizem Ni
Embaixatriz do Brasil
Velha Jovenzinha
Instante Anterior
Homem Chavão
Blog do Bi
Caixa de Alumínio
Blog da Patthy
Aqui em D.C.
Suzy Bee
Imprensa Marrom
Blog TBoca
Peru Posible
Peru Posible 2
Trovas & Trombos
Conversa de Amigos
Tudo Palhaço
Blowg Marina
Des Amis
Pensar Inagaki
Hazey Jane
Depois dos 20
Quando Isso Virar Um Blog
Pinupsis
Seres Humanos