Vista Da Cidade


Mais uma

Acho chique chegar em um lugar e o garçom perguntar se vamos querer "o de sempre". Embora isso denuncie uma certa falta de criatividade e a rendição à rotina, ainda assim, acho chique. Mas nunca tive um momento como esse.
O mais próximo que cheguei disso foi na padaria da rua da minha faculdade. Todos os dias vamos lá no intervalo e sempre dou preferência para o enrolado de presunto. Mesmo assim, o moço que nos atende não me abordava dessa forma. Semana passada comentei com ele que poderia se sentir à vontade para falar "o de sempre?" comigo! Então ontem, quando chego lá...
- O de sempre, madame?
- Sim, por favor. - e entrego a comanda (adoro esse nome!) para ele.
Ele fica segurando o papelzinho... Eu espero. E ele...
- O que que era mesmo?

por Didi às 04h46
[ ]


"Se você rir, é porque valeu a pena.
Se você sorrir, é porque é dos meus.
E, como diz Jules Feiffer,
'maturidade é uma fase, adolescência é para sempre'".

do livro Clube dos Corações Solitários



por Didi às 20h46
[ ]


ZZZ

Estava com tanto sono depois do primeiro horário da aula da noite (no Inap) que pensei em ir embora antes mesmo do segundo. Fui avisar para um menino que geralmente volta comigo. "Hoje não vou ficar pra a próxima aula, acho que não aguento, acordei muito cedo." Um outro colega me ouviu e perguntou o horário. Já sabia que ele tinha chances de ter acordado até antes de mim. "5", disse arredondando a hora. "Eu acordei às 4.". Não tive como fugir. Assisti a aula inteira, fui uma das últimas a sair da sala porque fiquei conversando com a professora e ainda dei carona pro meu colega. Gosto de gente que me faça ver que a vida é muito mais difícil do que imaginamos e mesmo assim possível. Vou dormir...



por Didi às 22h08
[ ]


Meu Fantasma Predileto

Uma máscara branca na capa de um CD preto estava olhando para mim na estante. Há muito tempo não parava para ouvir a música que tomou conta da minha pré-adolescência e que nada combinava com uma vida recém saída das fraldas. O Fantasma da Ópera era uma febre entre meu pequeno grupo de amigas da quinta série. Todas tímidas e afastadas, ainda, da vida de festinhas que começava e fazer a cabeça da moçada. Nossos prazeres eram conhecer mais sobre o subterrâneo da ópera de Paris, onde vivia o homem mais sexy do mundo e também mais assustador: um músico com o rosto deformado que se apaixonara pela cantora Christine Daaé.

Aos quatorze anos ganhei uma ida à Broadway para ver ao vivo o espetáculo. O show começa com um leilão. Entre os vários objetos, um lustre antigo.... Vendido! E o lustre começa a subir ao teto, o tempo volta para 1881 e a música toma conta do teatro. Uma música tão intensa que leva a platéia ao êxtase. Christine, Raul (seu noivo), as bailarinas, e o Fantasma. Todos tomam vida no teatro Majestic. O fantasma era também o maestro da mocinha, seu tutor e admirador. Aparece e desaparece entre as colunas, atrás do espelho e no lustre do teto. Por um momento não duvidamos de sua existência. O show termina. As cortinas se fecham...

Os anos passam e esqueço dele. Até que hoje ele volta como o fantasma de 10 anos atrás... Não tenho problemas com a companhia dele. Talvez me acompanhe por mais alguns anos.

Máscara



por Didi às 10h50
[ ]


Ao Mérito

Daniele Hypólito

Olimpíadas! Por um momento, o mundo inteiro parece se respeitar e se admirar. Outro dia na rua ouvimos gritos e uma senhora, assustada, imaginou ser assalto. Nada, era o jogo de volei Brasil x Itália que deixava as pessoas mais eufóricas. Ontem vi cenas admiráveis, como a ginasta da Romênia que dava saltos e pirutas enquanto sentia dores intermináveis no tornozelo. Como se chamava aquela moça (de outra olimpíada) que chegou ao fim da corrida quase desfalecida? Não me lembro o nome, mas ela protagonizou uma das maiores lições da minha vida. A de que o importante é competir e ganhar de si mesmo. Já temos duas medalhas de bronze e não faço questão de tantas mais. Gosto dos atletas de qualquer forma. Não pelo esporte, ou pelo físico deles. É pelo exemplo, este que eu acabei de falar e aquele mesmo que está na música dos Los Hermanos: faço o melhor que sou capaz, só pra viver em paz.

Isso sim é honra.



por Didi às 16h29
[ ]


Influenzas

Tempo de olimpíadas! Meninos e meninas de ouro com ou sem medalhas. Na rua, uma hora da tarde: um homem rouba beijo de uma garota. Ela afasta, mas sorri. No mercado central: o aquário vale mais que os peixes. Compre o aquário e ganhe dez peixes. Nas praças da cidade: espalham-se espetáculos gratuitos. De manhã, de tarde e de noite. Nas ruas: corre o vírus da gripe que chegou com o frio. No cinema: todo mundo assiste Fahrenheit, Mulheres Perfeitas e Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças. Aqui em casa: sinto que a fase crítica do influenza já passou, assim como o fim de semana.



por Didi às 11h30
[ ]


Esse post é para anunciar o show do Avatar que acontece no Barato Pub hoje. Marcus, meu grande amigo, vem do Rio, diretamente pra fazer Jethro Tull! Endereço: R. Cardeal Stepinac, 668 - Cidade Nova. Preço: R$2,50! 20h30min.

Qualquer coisa, visite o site deles http://www.bandavatar.kit.net/



por Didi às 08h39
[ ]


Três Pontinhos

Faz frio... Encontrei a Stella, minha ex-professora de Biologia. Agora ela trabalha com meu pai. Um encontro rápido, mas simpático. Mais tarde, um programa inusitado com a minha mãe: palestra do Affonso Romano Sant'Anna. Boa. O sono que tinha antes de ir passou e saí com a sensação de conhecer muitas histórias estranhas sobre arte contemporânea. De lá, segui para o Palácio das Artes. Ah, o Palácio das Artes... o Café fora arrancado de lá. Fiquei meio perdida sem ele... Era lançamento de um livro sobre sexualidade. E vocês sabem qual é o profissional que gosta de falar desse assunto, não?! Não essas... Estava cheio. Saindo de lá pra fugir do frio vejo um cartaz colado na entrada da Humberto Mauro. É o filme do Leo Good God. Moço famoso na faculdade, amigo dos meus amigos e eu não conheço... Leio que é protagonizado por Davi de Carvalho. Davi, que saudade... Ele também fora aluno da Stella... Perdi o lançamento do filme segunda-feira. Devia ter ido...
E hoje não consigo escrever sem encher de reticências. Acho que elas aquecem. Fazem parecer que vem algo mais... Tiram a secura do ponto final. Trazem uma esperança ingênua.... E dias frios servem para isso: pra gente se virar pra esquentar, se não com fogo, se não com abraços, pelo menos com esperanças...

por Didi às 22h04
[ ]


Por mais Logosofia

..."todo estudo deve ser realizado com sentimento altruísta...." Raumsol

A Logosofia é uma ciência a qual nunca dediquei muito espaço do blog embora sempre esteja recordando. Na verdade, foi uma das melhores coisas que poderia ter me acontecido. Sempre me deixou mais aliviada em relação a diversos problemas e inquietudes que surgem diariamente. Seu estudo se baseia em experiências diárias, estudos e estatísticas. Claro que exige um certo esforço para ser estudada. Mas vejo agora que sem ela seria muito mais difícil para entender algumas questões e talvez tivesse que fazer um esforço muito maior para chegar às mesmas conclusões. O pai da Logosofia é o pensador argentino Carlos Bernardo González Pecotche ou Raumsol. Um senhor muito simpático que, para mim, é o ideal de amigo, pai e professor.
O site da Fundação que estudo ainda é simples, mas tem algumas informações maiores. Clique aqui para visitar.

Um "até sempre"!

Enquanto isso, já divulgo algumas palestras que ocorrerão lá nas próximas quartas-feiras. Inclusive tem uma minha. É tudo gratuito. O tel é 3442-7579. Gostaria que todos conhecessem. Não há de ser difícil de gostar.
Dia 18, 20h: Palestra com o tema "Felicidade"
Dia 25, 20h: Palestra com o tema "Liberdade"
Dia 01, 20h: Palestra com o tema "Amizade"
(observaram que todos os temas rimam?! Coincidência???)



por Didi às 22h17
[ ]


Precisa-se de Homens

Estou impressionada com o tumulto que causei. Meu breve relato do estranho ocorrido de ontem clamando por explicações só serviu para confundir mais as pessoas. Pessoas que até trabalham com comunicação! Ok, culpa minha, vou explicar. Estávamos eu, Julia e Silvia no carro para irmos até o Centro de Distribuição do nosso cliente da Agência Experimental (projeto de final de curso). Pegamos a Av. Teresa Cristina e fomos seguindo por uma hora até quase chegarmos em Sete Lagoas. Passamos do Ceasa, dos motéis, dos lugares mais distantes e chegamos. Tivemos a reunião. Na volta saímos das ruas que cercavam a rua do nosso cliente. Entramos numa rotatória e a Silvia indicou a placa "Belo Horizonte" pra gente seguir. Embora não estivéssemos certas que o caminho de volta fosse o mesmo que o da ida, nós seguimos a placa... Andamos uns 10 minutos, ou menos e vimos um lugar muito diferente, com outra rotatória e várias possibilidades de caminho. Em um deles havia a placa "zoológico". Daí começou o diálogo:
- Ué, será que a gente veio parar na Pampulha? - eu.
- Claro que não, a Pampulha fica do lado da faculdade. - Silvia.
- Não, Di. Segue pra lá. Essa placa não tem nada a ver, deve ser outro zoológico. - Julia.
- Mas em Belo Horizonte só tem um Zoológico, o da Pampulha. - eu.
- E quem disse que a gente está em Belo Horizonte? - Silvia.
- Onde que a gente tá? Isso aqui não é a Pampulha meeesmo. - Julia.
Eu realmente não acreditava que pudesse estar na região da Pampulha. Mesmo a gente vendo uma lagoa (como a Lagoa da Pampulha) e vendo uma placa de Zoológico (que fica lá).
Foi quando vimos a "Toca da Raposa" que sabidamente fica na região da Pampulha.
- Como assim??? - todas nós.
E a única explicação a qual chegamos foi que, enquanto estávamos na reunião, o mundo girou de forma diferente e mudou tudo. Já nos imaginávamos chegando em casa e descobrindo que outra família morava lá, chegando na faculdade e a encontrando em ruínas... quando descobrimos que, de alguma forma, estávamos o tempo todo mais perto da Pampulha do que imaginávamos. Ai, como somos sem rumo. Admitimos isso, homens... as mulheres não são boas de rumo. Precisamos de vocês!



por Didi às 22h43
[ ]


Preciso de explicações: como três pessoas podem pegar a estrada para sete lagoas, andarem mais de uma hora de carro em linha reta, chegarem ao lugar desejado e, na volta, saírem do lado de onde haviam partido em 10 minutos. Como??? Como???

Foi isso que aconteceu hoje de manhã quando íamos para a entrevista com nosso cliente. Mas foi um grande dia assim mesmo!



por Didi às 20h23
[ ]


Dou pouco crédito para datas comerciais e religiosas...

Mas meu pai merece ser comentado hoje porque, além de ser o homem mais legal do mundo, ele tem blog e entrou pro Orkut agorinha mesmo! Quantas pessoas podem dizer que têm um pai assim...

"você é reflexo do espelho do seu pai, eu também
Uma coisa eu aprendi: planto amor pra colher o bem"
D2



por Didi às 15h42
[ ]


Fim de férias significa não trocar mais o dia pela noite, não perambular a pé pela cidade o tempo todo, não ver tantos filmes, trocar de roupa rápido depois de acordar, olhar para o relógio, usar o computador para mais coisas além da internet e reencontrar aquelas pessoas que juraram que não sumiriam durante este mês que passou. É, nada como voltar à rotina sem se deixar cair nela.

Algumas atrações de BH para fugir da rotina podem ser encontradas no site do F.I.M. e no site da Passarela da Cultura (Usiminas).



por Didi às 01h01
[ ]


Dias de Palácio

Não é que, quando crianças, nos fazem a covardia de contarem histórias sobre palácios encantados com príncipes mais encantados ainda e até um cavalo branco que nos acompanha e defende dos perigos. A verdade é que nós, meninas, nunca vamos ter nenhuma dessas coisas que tanto imaginávamos quando crianças. E isso é fato, nem tem discussão. Mas, em compensação, aqui em Belo Horizonte, existe o Palácio das Artes. Que não tem príncipes, nem princesas, muito menos cavalos brancos. Mas é um palácio que tem música, teatro, dança e, nesta semana, teve cinema. Muito cinema. Um palácio no centro da cidade com as portas abertas o dia todo, todos os dias,  para fazermos oficinas, reencontrarmos amigos, tomarmos um cappuccino (maravilhoso) e assistirmos aos vários curtas produzidos no Brasil e lá fora.

Um ponto de encontro de todos os tipos de gente. Uma idéia tão legal que mesmo a fila de uma hora e meia para pegar ingresso tornava-se diversão. Todos os dias da semana estive lá. Todos! Meus últimos dias de férias foram no palácio. Cheguei à conclusão que entre aquele que eu idealizava quando pequena e este outro, fico com o segundo, que é muito mais animado, democrático, e não deixa de ser, também, meu.



por Didi às 10h26
[ ]

 

De Belo Horizonte, Minas.

vistadacidade@yahoo.com.br


::Escrevi::
01/12/2010 a 31/12/2010
01/02/2010 a 28/02/2010
01/11/2009 a 30/11/2009
01/08/2009 a 31/08/2009
01/07/2009 a 31/07/2009
01/05/2009 a 31/05/2009
01/04/2009 a 30/04/2009
01/03/2009 a 31/03/2009
01/02/2009 a 28/02/2009
01/01/2009 a 31/01/2009
01/12/2008 a 31/12/2008
01/11/2008 a 30/11/2008
01/08/2008 a 31/08/2008
01/07/2008 a 31/07/2008
01/06/2008 a 30/06/2008
01/05/2008 a 31/05/2008
01/04/2008 a 30/04/2008
01/03/2008 a 31/03/2008
01/02/2008 a 29/02/2008
01/01/2008 a 31/01/2008
01/12/2007 a 31/12/2007
01/11/2007 a 30/11/2007
01/10/2007 a 31/10/2007
01/09/2007 a 30/09/2007
01/08/2007 a 31/08/2007
01/07/2007 a 31/07/2007
01/06/2007 a 30/06/2007
01/05/2007 a 31/05/2007
01/04/2007 a 30/04/2007
01/03/2007 a 31/03/2007
01/02/2007 a 28/02/2007
01/01/2007 a 31/01/2007
01/12/2006 a 31/12/2006
01/11/2006 a 30/11/2006
01/10/2006 a 31/10/2006
01/09/2006 a 30/09/2006
01/08/2006 a 31/08/2006
01/07/2006 a 31/07/2006
01/06/2006 a 30/06/2006
01/05/2006 a 31/05/2006
01/04/2006 a 30/04/2006
01/03/2006 a 31/03/2006
01/02/2006 a 28/02/2006
01/01/2006 a 31/01/2006
01/12/2005 a 31/12/2005
01/11/2005 a 30/11/2005
01/10/2005 a 31/10/2005
01/09/2005 a 30/09/2005
01/08/2005 a 31/08/2005
01/07/2005 a 31/07/2005
01/06/2005 a 30/06/2005
01/05/2005 a 31/05/2005
01/04/2005 a 30/04/2005
01/03/2005 a 31/03/2005
01/02/2005 a 28/02/2005
01/01/2005 a 31/01/2005
01/12/2004 a 31/12/2004
01/11/2004 a 30/11/2004
01/10/2004 a 31/10/2004
01/09/2004 a 30/09/2004
01/08/2004 a 31/08/2004
01/07/2004 a 31/07/2004
01/06/2004 a 30/06/2004
01/05/2004 a 31/05/2004




::Pro Mundo::
 Consciência
 Ilha Quadrada
 Conversa de Boteco
 Blog do Luli
 Liliane Prata
 Balões Vermelhos
 Blog e Meio
 Dormi de Rímel
 Escapulida
 Blog do Rodrigo
 Kenjiria
 Miguel Arcanjo
 Menina Da Lua
 Missiva
 Diário da Val
 Grande Abóbora
 220 Volts
 Terças e Sextas
 Life Is a Long Song
 Diário da Cosette
 Eu Amo BH!
 Luiza Voll
 Mundo Lucão
 Coisas de E-mail
 Conotações Fotográficas
 Coisas Dessa Cabeça
 Favoritos da Luiza
 Olhos Monteiros
 O namoro da Barbara
 Bruno Motta
 Loucuras de Gih Gray
 Saber é bom demais
 Direito é legal


::Gente de Longe::
Garotas Que Dizem Ni
Embaixatriz do Brasil
Velha Jovenzinha
Instante Anterior
Homem Chavão
Blog do Bi
Caixa de Alumínio
Blog da Patthy
Aqui em D.C.
Suzy Bee
Imprensa Marrom
Blog TBoca
Peru Posible
Peru Posible 2
Trovas & Trombos
Conversa de Amigos
Tudo Palhaço
Blowg Marina
Des Amis
Pensar Inagaki
Hazey Jane
Depois dos 20
Quando Isso Virar Um Blog
Pinupsis
Seres Humanos